Domingo
14 de Julho de 2024 - 

Controle de Processos

Nesta aba você cliente poderá acompanhar o andamento de seu(s) processo(s) em tempo real, inclusive, os atos praticados pelos nossos advogados e ainda todos os movimentos internos do tribunal. É muito simples e rápido, habilitete-se e tenha todas as informações com apenas alguns clicks.

Newsletter

Previsão do tempo

Segunda-feira - São B...

Máx
33ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

OAB-GO agradece homenagem do CFOAB à primeira advogada negra do estado

Ao presidente interino nacional da OAB, Rafael Horn, a seccional goiana fez um agradecimento, nesta segunda-feira (8/7), pela recente aprovação, por unanimidade, da proposta de concessão do título de advogada à professora Leodegária Brazília de Jesus. Nascida em 1889, em Caldas Novas (GO), ela foi uma figura notável na história cultural e educacional de Goiás, precursora da literatura feminina em Goiás e sua atuação em causas sociais. Na ocasião, Horn participava da sexta sessão ordinária do Conselho Pleno da OAB-GO, em Goiânia. O conselheiro seccional Reginaldo Ferreira Adorno Filho, em nome do Conselho Pleno e da Diretoria da unidade, fez um agradecimento público ao CFOAB, que reconheceu a importância histórica e cultural de 120 anos, além da contribuição de Leodegária na luta pela igualdade de gênero e racial no Brasil. “O CFOAB fez uma reparação histórica. Com esse brilhantismo, essa vanguarda, reconheceu Leodegária Brazília de Jesus como advogada. Hoje, a cidade pode dizer de ‘peito aberto’ que tem a primeira advogada preta do estado de Goiás”, exaltou, entre palmas dos participantes. “O reconhecimento de Leodegária não é só o de mais uma advogada, é o de uma mulher que, durante toda a vida, lutou pelos seus direitos e quis ser advogada, mas foi impedida por conta do machismo estrutural e do racismo estrutural predominante na época”, relatou o conselheiro, frisando que “quando o CFOAB declara que Leodegária é advogada, declara que todas as mulheres podem ocupar o lugar que elas quiserem e quando elas quiserem”.Rafael Horn respondeu que mesmo sendo uma justiça tardia, “é uma justiça que rememora a nossa colega, ainda que não tenha conseguido exercer efetivamente a profissão, e que faz jus à capital goiana. Então, isso é motivo de grande orgulho”. O presidente interino nacional da OAB parabenizou o Conselho de Goiás e o presidente da OAB-GO, Rafael Lara, por sua liderança e sensibilidade no comando da seccional.Durante o evento, Rafael Horn também apresentou o Perfil Demográfico da Advocacia Brasileira (Perfil ADV), o maior estudo já realizado sobre a classe no país. Leia mais.Também compuseram a mesa diretiva a secretária-geral da OAB-GO, Talita Hayasaki; o diretor-tesoureiro da OAB-GO, Eduardo Cardoso Júnior; a secretária-geral da Caixa de Assistência dos Advogados (Casag), Daniela Kafuri; o diretor-tesoureiro da Casag, Rodrigo Moura Guedes; as conselheiras federais por Goiás, Ariana Garcia e Layla Oliveira Gomes; o conselheiro federal por Goiás, David Soares; e a presidente do Tribunal de Ética e Disciplina (TED), Ludmilla Torres.Confira todas as fotos do evento no Flickr do CFOAB
Fonte:
OAB
08/07/2024 (00:00)
Visitas no site:  2646599
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia