Domingo
14 de Julho de 2024 - 

Controle de Processos

Nesta aba você cliente poderá acompanhar o andamento de seu(s) processo(s) em tempo real, inclusive, os atos praticados pelos nossos advogados e ainda todos os movimentos internos do tribunal. É muito simples e rápido, habilitete-se e tenha todas as informações com apenas alguns clicks.

Newsletter

Previsão do tempo

Segunda-feira - São B...

Máx
33ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Colegas saúdam desembargador Cesar Ciampolini Neto antes da aposentadoria

Magistrado oriundo do 5º Constitucional – Classe Advogado. Em sessão do Grupo Reservado de Direito Empresarial, o desembargador Cesar Ciampolini Neto recebeu, nesta quarta-feira (12), homenagens em virtude de sua aposentadoria. A cerimônia foi conduzida pelo vice-presidente do TJSP, desembargador Artur Cesar Beretta da Silveira, e pelo presidente do Grupo, desembargador Eduardo Azuma Nishi, na presença do corregedor-geral da Justiça, desembargador Francisco Eduardo Loureiro; do presidente da Seção de Direito Privado, desembargador Heraldo de Oliveira Silva; e de muitos desembargadores, juízes, representantes de instituições, amigos e familiares do homenageado. Após mais de três décadas de atuação na Advocacia, Cesar Ciampolini Neto assumiu o cargo de desembargador em 2012, pelo critério do 5º Constitucional – Classe Advogado. Em 2016, passou a integrar a 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial, onde se aposenta, além de fazer parte do Grupo Reservado de Direito Empresarial, que reúne integrantes das duas câmaras especializadas na matéria. O desembargador Beretta da Silveira, que representou o presidente do TJSP, desembargador Fernando Antonio Torres Garcia, lembrou da amizade de mais de 30 anos com o colega e expressou gratidão e votos de uma aposentadoria feliz. “A quantidade de pessoas presentes mostra o quanto é querido. Vossa Excelência sai em plena capacidade física e intelectual e nos deixa um legado. Fará falta como magistrado, mas não como amigo e pessoa, porque não sairá de nós”, salientou. O presidente da 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial, desembargador Alexandre Alves Lazzarini, falou em nome dos demais integrantes do colegiado. “Um hábil e culto debatedor, que manteve a chama de lutar por suas ideias, sempre tendo a sensibilidade de rever posicionamentos quando entendia que era preciso. Grava seu nome na história do nosso Tribunal”, declarou. Também integram a 1ª Câmara os magistrados Rui Cascaldi, Eduardo Azuma Nishi, Marcelo Fortes Barbosa Filho e João Batista de Mello Paula Lima – todos presentes na sessão. Pela 2ª Câmara Reservada de Direito Empresarial, o desembargador Ricardo José Negrão Nogueira exaltou o amigo pela sua devoção à Magistratura. “Trabalha desde a primeira hora do dia até a hora de dormir, sempre em prol da Justiça. Não se contentou apenas em aplicar o Direito, mas em praticar justiça, e isso testemunhamos em seus acórdãos. Cumpriu seu dever como juiz”, afirmou o presidente da 2ª Câmara, também composta pelos desembargadores Paulo Roberto Grava Brazil, Natan Zelinschi de Arruda, Sérgio Seiji Shimura e Mauricio Pessoa. A juíza Maria Rita Rebello Pinho Dias, titular da 3ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais e, atualmente, assessora a Corregedoria, prestou tributo em nome de todos os magistrados de 1º Grau. “Em todos os dias em que exerceu a judicatura, foi um magistrado consciente de sua responsabilidade por integrar o maior Tribunal deste país, contribuindo de forma inquestionável para a formação da jurisprudência desta Corte”, destacou. Representantes de instituições também homenagearam ao desembargador. A procuradora de Justiça Maria Cristina Pera João Moreira Viegas falou em nome do Ministério Público e ressaltou a falta que o magistrado fará, “por sua serenidade e elegância, qualidades que sempre o distinguiram”. Representando o Instituto dos Advogados de São Paulo (Iasp), o advogado Luiz Antonio Sampaio Gouveia ressaltou a honra da Advocacia por ter “cedido à Justiça um homem da estirpe de Cesar Ciampolini”. Pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo (OAB SP), o advogado Márcio Kayatt se referiu ao amigo como um “advogado absolutamente bem-sucedido, que aceitou o desafio de contribuir com a Magistratura paulista”. Após as homenagens, o desembargador Cesar Ciampolini Neto fez uma reflexão sobre seu papel como juiz, sempre procurando aplicar, com equilíbrio, os ensinamentos e atributos da Advocacia, que exerceu por tanto tempo. “Nunca me conformei com a injustiça. Ao contrário, procurei, examinando os autos, ver qual a solução justa para o caso em julgamento, de acordo com a cultura humanística que me foi transmitida por meus saudosos pais.” Ele também fez um balanço de sua passagem pelo Tribunal, especialmente na 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial, ressaltando o tamanho do desafio e a importância da especialização, hoje presente em todo o Estado, para a segurança jurídica. “Nosso modelo é aplaudido Brasil afora e replicado em outros estados. Isso é motivo de muito orgulho”. E encerrou agradecendo as palavras e a presença de tantas pessoas queridas. Também prestigiaram a solenidade o presidente do TJSP no biênio 2016/2017, desembargador Paulo Dimas Debellis Mascaretti; o diretor da Escola Paulista da Magistratura, desembargador Gilson Delgado Miranda; os ouvidores do TJSP, desembargadores Afonso de Barros Faro Júnior e Rosangela Maria Telles; a esposa do homenageado, Hilda Ciampolini; os filhos Paula e Pedro Ciampolini; o genro Gustavo Marcondes Rocha Pinto; a nora Priscila da Silveira Ciampolini; muitos desembargadores, juízes, advogados, integrantes do Ministério Público e da Defensoria Pública, amigos e familiares. Trajetória – Cesar Ciampolini Neto nasceu em São Paulo (SP), em 1952. Graduou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), turma de 1974, sendo mestre em Direito Civil pela mesma instituição. Atuou como advogado entre 1974 e 2012, ano em que assumiu o cargo de desembargador pelo critério do 5º Constitucional – Classe Advogado.
12/06/2024 (00:00)
Visitas no site:  2646542
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia